Comunidade Cristã | Encantado, 24 de setembro de 2017
A RAIZ DO PROBLEMA FAMILIAR
Por: Pr. Armando Castoldi
07/07/2014

 O mundo é estabelecido sobre o princípio de hierarquias.        Absolutamente tudo está entrelaçado, numa indissociável relação de dependência. Tomo como exemplo o nosso sistema solar.  A própria Bíblia diz que é o sol governa o dia e não o dia que governa o sol.  Sendo assim, podemos dizer que o sol trabalha para a terra, mas nem por isso está numa posição de subserviência a ela. Do mesmo modo, os pais trabalham para os filhos, porém isso não os coloca numa posição de subserviência em relação a eles.  

Mesmo pouco entendendo de astronomia, uso esse exemplo porque estamos vivendo uma crise familiar sem precedentes.  Nossos jovens estão literalmente sem rumo, entregues à própria sorte, como planetas desgovernados no espaço sideral.  Parece mais ou menos unanimidade que a educação de filhos deve ser firmada no seguinte tripé: Diálogo, Limites, Disciplina.  Então eu quero tentar explicar, por que, do meu ponto de vista,  nada disso está funcionando.

É lógico que para haver um relacionamento saudável entre pais e filhos, a primeira necessidade é estabelecer uma boa comunicação; um diálogo construtivo.  Isso tem sido dito aos quatro ventos e muitos pais percebendo que de fato estão distantes dos filhos, se esforçam por resgatar uma comunicação mais efetiva com eles.  Porém todos nós sabemos que para haver um diálogo saudável, é necessário que cada parte conheça sua posição em relação à outra.  Eu posso dialogar com uma infinidade de pessoas, porém não posso me portar do mesmo modo com todas elas.  Quando exercia a função de Oficial de Justiça, precisava me comunicar com juízes, promotores, advogados, com meus colegas e com todas as partes envolvidas nos processos. Isso não era difícil para mim, pois especialmente no Judiciário, há uma hierarquia muito clara e o código de conduta é que se respeite essa hierarquia.  Porém na família nunca haverá uma comunicação efetiva se os filhos não reconhecerem a autoridade dos pais.

Todos  nós sabemos que os padrões de comportamento são hoje ditados pelos meios de comunicação, os quais realizam um persistente trabalho de desconstrução, apregoando que a comunicação entre pais e filhos deve ser exercida em nível de igualdade hierárquica. Ora, se for assim, a comunicação irá fracassar diante do primeiro ponto de discórdia, porque afinal, se a autoridade paterna é desconsiderada, é evidente que os filhos sempre terão os melhores argumentos. Eles sempre sabem mais!

Vamos agora analisar a questão dos limites.  Todos parecem unânimes em afirmar: “Filhos precisam de limites!”. Porém há uma questão anterior que precisa ser considerada: Quais limites?  Num mundo totalmente relativizado, quais são valores que vão embasar os limites?  Ora, onde não há o reconhecimento de uma hierarquia entre pais e filhos e onde todos os valores são abertamente questionados, nem os pais encontrarão bases seguras para colocar limites e nem os filhos encontrarão razões suficientemente fortes para se sujeitarem.  Simples assim!

Por último vamos considerar a questão da disciplina.  Sim, pois onde há transgressão, deve haver a respectiva punição. Mas para tanto, deve haver uma autoridade com investidura para executá-la. Pergunto: Quem respalda a autoridade dos pais para que possam disciplinar seus filhos?  Hoje, antes mesmo de ser ensinado aos pais, o Estatuto da Criança e do Adolescente é explicado minuciosamente pelos professores nas escolas, numa inversão grotesca de poder, que inibe abertamente o exercício da autoridade paterna.  Um filho hoje, desde a mais tenra infância, não possui qualquer coação externa para sujeitar-se à disciplina dos pais.  Antes de tudo, ele aprende que possui direitos!

Prezado leitor: Você pode até discordar, mas para mim fica claro que tudo começa com a rebelião do homem contra o seu Criador. Numa família onde essa hierarquia é restabelecida - na vida dos pais e dos filhos, “Tudo vai bem. Obrigado!”.

JESUS, A OPÇÃO DA VIDA!

COMUNIDADE CRISTÃ
Culto: Domingos as 19h30min
Jovens: Sábados as 19h30min
Encontro de Oração: Sextas as 20h

Atendemos pelo e-mail contato@ccencantado.com.br
- Info. sobre reuniões de células
- Aconselhamento
- Esclarecimento bíblico
NOVIDADES
COMUNIDADE CRISTÃ DE ENCANTADO/RS | TELEFONE: (51) 3751-1369 | EMAIL: contato@ccencantado.com.br